Muitas pessoas querem realizar o sonho da casa própria e para isso recorrem logo à fase de construção, sem antes ter os projetos em mãos, porque “um pedreiro e um eletricista resolvem isso”. Mas não é bem assim… Antes de começar uma obra é importante estar de posse do projeto arquitetônicoprojeto estrutural e projeto hidrossanitário, que podem ser feitos por uma mesma empresa, através da compatibilização dos mesmos. Quer saber por que isto é essencial? Continue lendo e descubra as vantagens de ter todos estes projetos juntos em mãos.

A princípio é relevante ressaltar, sumariamente, a importância de cada projeto em si:

Projeto Arquitetônico

  • O projeto Arquitetônico permite o melhor posicionamento dos cômodos, de acordo com o tipo de edificação e sua finalidade , otimizando o espaço disponível e aproveitando ao máximo a luz e a ventilação natural

Projeto Estrutural

  • O Projeto Estrutural: garante a segurança do imóvel, evitando possíveis rachaduras ou falhas que possam comprometê-lo.

Projeto Hidrossanitário

  • O Projeto Hidrossanitário: previne possíveis infiltrações, determina os diâmetros adequados para a tubulação – para que ao dar descarga não diminua a queda d’água no chuveiro, por exemplo – e ainda evita que o mal cheiro proveniente do esgoto doméstico se espalhe pelo ambiente.

Benefícios da Compatibilização de Projetos

Visto isso, um dos pontos mais importantes de ter todos os projetos é a compatibilidade entre eles. Isto evita que alguns erros, pequenos ou grotescos, sejam cometidos.

Vejamos: toda edificação necessita de uma estrutura para sustentá-la, e o projetista é o responsável por saber posicionar onde cada elemento estrutural será alocado. Para isso, é fundamental que haja conformidade com o projeto arquitetônico, para que não seja colocado um pilar (estrutura vertical) onde existe uma porta ou uma janela, por exemplo.

Minimização de Gasto com Materiais

Além disso, por meio de um projeto pode-se evitar o excesso de gasto com materiais, como para a tubulação. No hidrossanitário delineia-se o melhor caminho para o encanamento, visando atender todos os pontos de recepção e captação de água necessários sem percorrer grandes distâncias com os tubos. Ademais, com a compatibilização de projetos, percebe-se onde há pilares e vigas (estrutura horizontal), e assim projeta-se para que não passe uma tubulação no local.

Alocação de medidores de energia

Outro erro que pode que pode ser evitado quando os projetos são compatíveis é a alocação dos medidores de consumo de energia e de água num mesmo lugar. Além de prever a localização dos pontos elétricos (tomadas e interruptores) e pontos hidráulicos (torneiras) em áreas distintas.

Otimização na etapa da construção

E ainda, a correspondência dos projetos também possibilita observar quando duas tubulações passam próximas umas das outras, permitindo que o projetista preveja apenas uma valeta, para ambas, o que otimiza na etapa de construção e consequentemente diminui gastos.

Compatibilização de projetos garante satisfação do cliente

Fazer todos esses projetos juntos é bem mais vantajoso e garante o bem estar e satisfação, visto que o cliente precisará contratar apenas uma empresa. Isso também facilita no momento da compatibilização de projetos, pois o projetista já tem uma noção prévia dos projetos. E ainda, se houver a necessidade de mudanças em projetos distintos, ele mesmo faz, tendo mais liberdade de criação e podendo também diminuir custos para o cliente na hora de construir, pois assim ele tem uma visão mais ampla de onde pode minimizar o gasto de materiais.

Além do mais, contratar uma só empresa para fazer o projeto arquitetônico, projeto estrutural e projeto hidrossanitário é mais prático para o cliente futuramente. Citando como exemplo: quando é preciso fazer uma reforma na edificação, a mesma empresa já tem conhecimento de todos os aspectos da construção e sabe exatamente onde pode ser alterado.